Posts

FIM DOS DIAS

Muito se tem escrito sobre o Juízo Final, basta lembrar do livro do Apocalipse – as revelações de João, Sibila de Cumas, Nostradamus, só para citar alguns, mas há livros mais recentes como o Código da Bíblia, de Michael Drosnin, segundo o qual estamos vivendo agora a época do perigo supremo, o fim dos dias, como advertência para que os seres humanos se esforcem para mudar o curso dos acontecimentos. Patrick Geril escreveu O Cataclismo Mundial, em 2012, alertando sobre um desastre fatal sobre a humanidade. De forma confusa, ambos apresentam previsões sobre o futuro da humanidade, fatos e argumentos falando de terrorismo, da ocorrência de uma terceira guerra mundial, das crises econômica e ambiental.

Contudo, mais esclarecedor é O Livro do Juízo Final, no qual a autora Roselis von Sass expõe de forma simples que a primeira notícia de um vindouro Juízo foi divulgada durante a construção da Grande Pirâmide do Egito. O livro examina atentamente a atual situação das condições em que vivem os seres humanos. Segundo a autora, estamos diante da grande transformação universal, época em que os erros da humanidade serão mostrados sob a luz da Verdade, e tudo irá oscilar. Um enviado da Luz, proveniente das alturas máximas, iniciou o gigantesco acontecimento; não é um acontecimento pontual, mas um processo natural que levará vários anos sempre caminhando para o remate. Os homens quererão mostrar que são os senhores da Terra. Além dos grandes acontecimentos econômicos e sociais, a natureza mostrará sua força. O juízo também se processará no íntimo de cada ser humano. O livro de Roselis tem por finalidade despertar o anseio pela verdade e também conduzir para a verdade, pois a verdade transmite força, saber e verdadeira paz de alma.

BRASIL PARA BRASILEIROS PATRIOTAS

Os “líderes políticos que se dizem brasileiros” foram às mídias para desbancar não só uma candidatura honesta, mas principalmente a honra da pessoa física do candidato. O que aconteceu? Com uma campanha milionária contra ele, que gastou muito pouco dinheiro público, os eleitores em maioria confiaram em sua mensagem e deram um “BASTA” nesses políticos corruptos que denegriram e mancharam com mentiras, o candidato eleito.

Fato curioso: Aqueles políticos que cometeram esta desfaçatez, em sua maioria estão carregando processos judiciais em seus ombros, por um motivo simples: CORRUPÇÃO, que é o nome disfarçado para ROUBO dos cofres públicos. Já outros políticos ou não, em sua maioria a mídia televisada e jornalística, da duas uma: ou foram maciçamente compradas para derrotar o candidato ou foram do tipo “Maria vai com a outras”, ou seja, ouviram as mentiras e consideram que estas eram verdades intocáveis.

Necessitamos da imprensa justa e imparcial, que não se venda a grupos políticos ou empresariais. No Brasil, bem como em outros países, a imprensa marrom faz a tempestade sensacionalista no copo d’água e disponibiliza espaço pago para a defesa do acusado e assim enriquecem através da desgraça alheia, muitas vezes exageradas pelos jornalistas.

Mas os dias atuais estão sendo pressionados por uma terribilidade que ser humano algum pode deter. Estamos já próximos do fim do temido JUÍZO FINAL. Todas as predições, há muito sabidas, estão se desenrolando agora. Tudo que o ser humano pensou, disse ou fez, brotou, cresceu e agora vem a safra que não como evitar: os frutos, bons ou ruins, serão deglutidos e digeridos para que a lição seja aprendida: ou se desenvolve no sentido das Leis Perfeitas do Criador, ou sucumbe com pedra imprestável para construção espiritual.

A leis e a justiça terrena são muito imperfeitas pois não se baseiam na Leis Naturais. Após o JUÍZO isso será diferente. O enquadramento às Leis será taxativo na lei natural da reciprocidade e terá efeito praticamente imediato.

A humanidade muito pouco presta atenção à Lei da Reciprocidade, que devido à sua perfeição, dá a cada ser humano de forma multiplicada, aquilo que o ser humano semeia com pensamentos, palavras e ações.
“Jamais o ser humano deve esquecer-se de que ele, completamente só, terá de responder por tudo aquilo que intui, pensa e faz, mesmo que o tenha aceitado de outro de modo incondicional!” (Na Luz da Verdade – Vol II –Conceito humano de vontade de Deus na lei da reciprocidade – pag. 307.)

O Brasil é um país abençoado pela Luz, vem sendo protegido há milênios, mas o povo tem de merecer essa proteção, pensando, falando e agindo na conformidade da Lei Maior, para que sua população ultrapasse o Juízo Final com menos sofrimento.

Vamos reerguer nosso lar material!

José Guimarães Duque Filho é Engenheiro Civil, Mestre em Edificações, Conselheiro do COMAM – Conselho Municipal de Meio Ambiente de Fortaleza, Ceará.